Sunday, December 09, 2007

Mais música


Há dias que acordo assim, me recusando a viver. Não atendo telefone, não tomo café, não me ponho para funcionar. Vou esbarrando pelos móveis e coisas, até "pegar no tranco". Hoje o que me ajudou a pegar foi música. Exercícios de piano -- vou poupá-los, não conto as notas que toquei/troquei -- Depois vídeos de música no U-tube. Fiquei refletindo que rock hoje é coisa de velho. Bem, velho não, mas de gente antiga. De Beatles a Rolling Stones; de Dire Straits a The Police; Queen, Eagles, Lulu Santos, Rita Lee, Chico e Caetano. Olho para esses caras e vejo senhores freqüentadores do Jobi, ou jogadores da rede de vôlei do Baixo Vovô, onde "todo mundo é professor e ninguém aprende". Escutei coisas lindas. Mas u-tube é cansativo, parei para olhar a vista e descobri que, por alguma brincadeira de nuvens, as Cagarras haviam se transformado no quadro Monte Fuji com flores, do David Hockney. Bem, numa espécie de negativo, pois as neves, ilusão criada pelas nuvens, estavam embaixo e o pico se destacava escuro. Faltava a flor, mas coloquei uma na janela e recriei a beleza, efêmera, mas agudamente satisfatória. Agora coloco aqui no blog uma imagem de um poster, e compartilho com vocês minha ilusão.
Ontem saiu mais um número de Histórias Possíveis. Desta vez Ronize e Nereu brilham numa constelação afiada, só com estrelas alfa. Agora vou, lentamente, começar a me arrumar para o Municipal -- é dia de Mahler. Há, ainda, muita beleza no mundo.

1 comment:

Dré said...

Que inveja. Em Paguá, não ouço Mahler nem em sala de espera de dentista metido a besta.