Monday, June 18, 2012

E agora? O que fazer?

Meu leitor, ( Ernane, o primeiro, talvez o único) se queixa de que está impossível ler o meu blog. O "abraço dos livros", que escolhi para enfeitar minha página, se sobrepõe ao texto e impede a leitura. Ele me pede que conserte isso e venho, obediente, verificar. Acontece que minhas habilidades são muito poucas e eu descubro que o cabeçalho que me permitia experimentar novos formatos desapareceu de vista. O que fazer? Vou tentar descobrir e vou procurar consertar a página rebelde. Ou seria uma página ciumenta? Esse amante de papel que me quer só para si, e esconde meu texto?
Bem, enquanto isso, Aproveito que estou aqui para falar de minhas leituras de fim de semana, que só fiz hoje de manhã: O jornal cheio de coisas interessantes, autores da FLIP, autores do passado debatendo educação e a bela cidade de São Sebastião oferecendo ao mundo exposições e atividades que alarmam, ao mesmo tempo que dão esperanças ao mundo. Será que vai sair alguma coisa sólida e concreta destas reuniões? E nos jornais, o debate sobre educação, retomado depois de tantos anos de descaso. Que isso não fique "encantado" por mais 50 anos, que as pessoas acordem e ajam, enquanto ainda há tempo.
Olho lá para fora e penso que é impossível não ter fé no futuro num dia lindo como esse. O Rio capricha com suas belezas, seduz. Pode ser que, tocados, os participantes se coloquem mesmo como paladinos das boas causas e mudem seus pensamentos e atitudes.
Em tempos de Mágico de Oz, o negócio é calçarmos nossos sapatinhos e criarmos nosso próprio caminho. Os magos são todos fake. A fada boa do Norte perdeu o brilho e a magia. E, se a bruxa morreu, temos que enterrá-la antes que comece a cheirar mal… Vamos encontrar nossas próprias soluções, fazer das latinhas corações, dos fiapos de pensamento, um balaio de ideias e com a coragem que inventarmos, vamos à luta!

2 comments:

Anonymous said...

Grato, Lúcia, pela atenção. Minha solicitação atendida.Já posso continuar a acompanhá-la também aqui.Abç, Ernane.

Guilherme Ramos said...

Eheheheh... Engraçado que o ABRAÇO DOS LIVROS não me impediu de ler. Acho que foi coisa de configuração mesmo. Estou aqui, silencioso e atendo a cada frase que surge em seu horizonte!

Bjo,

Guilherme.